Categorias
Memória

MEC garante recursos para a Universidade apesar da crise

A representante do Ministério da Educação, Maria Ieda Diniz, esteve na UFRJ no último dia 9 (terça-feira). Ela conheceu as Diretrizes Gerais do Plano Diretor UFRJ 2020

A representante do Ministério da Educação, Maria Ieda Diniz, esteve na UFRJ no último dia 9 (terça-feira). Ela conheceu as Diretrizes Gerais do Plano Diretor UFRJ 2020 e as Propostas Preliminares do Plano de Desenvolvimento da Cidade Universitária. "Estava mais do que na hora de a UFRJ apresentar um projeto como este que visa transformar este espaço em uma Cidade Universitária com uma estrutura compatível e todos os elementos de mobilidade, acessibilidade e infra-estrutura", avaliou.
 
Maria Ieda Diniz também comentou a proposta de revitalização do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF). "O ministro Fernando Haddad já autorizou todos os estudos para a reestruturação, do ponto de vista técnico, inclusive os recursos", garantiu. O foco dos estudos é a ala inacabada do prédio do Hospital, conhecida como "perna seca". Uma das alternativas previstas é a demolição do esqueleto e posterior revitalização da área, através da construção de salas de aulas para o CCS. O projeto está estimado em cerca de R$ 22 milhões, mas ainda será discutido no Conselho de Centros e no Conselho Universitário.
 
Apesar da crise econômica internacional, Maria Ieda assegurou ainda o repasse dos recursos do Reuni para os investimentos necessários ao Plano Diretor. "Nós temos a garantia do ministro e do presidente da República de que os recursos para a Educação são prioridade para o governo. Observamos, inclusive, através do orçamento para 2009 que esses recursos serão protegidos. Por isso, temos a tranqüilidade de dizer que um projeto como o Plano Diretor pode ter viabilidade de ser executado. E, quanto aos recursos já acordados com a universidade, eles estão inteiramente assegurados", garantiu.