Categorias
Memória

Museu de Geologia é apresentado ao CTPD

O Comitê Técnico do Plano Diretor (CTPD) conheceu no último dia 01/12 (segunda-feira) a proposta de criação do Museu de Geologia. Apresentado por Ismar de Souza Carvalho e Emílio Velloso, professores do Departamento de Geologia do Instituto de Geociências (IGEO-UFRJ),

 O Comitê Técnico do Plano Diretor (CTPD) conheceu no último dia 01/12 (segunda-feira) a proposta de criação do Museu de Geologia. Apresentado por Ismar de Souza Carvalho e Emílio Velloso, professores do Departamento de Geologia do Instituto de Geociências (IGEO-UFRJ), o projeto vem ao encontro do grupo de trabalho que intenciona a criação de um subcomitê de Cultura e Museus. Segundo Ismar Carvalho o objetivo do projeto “é criar um espaço onde se possa divulgar a Geologia integrada a outras áreas do conhecimento".

Uma parte do empreendimento será inaugurada já no dia 04/12 (quinta-feira), durante as comemorações dos 50 anos do Instituto de Geociências. As instalações ocuparão uma área total de cerca de 700 metros quadrados e deverão ficar no andar térreo do prédio do Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN), onde outrora funcionava uma garagem. O Departamento de Geologia já conta com um acervo importante que inclui cerca de 15 mil exemplares de peças da coleção paleontológica, além de coleções de minerais e rochas.

O espaço seria destinado a atender também o público externo da universidade, incluindo cerca de 2,4 milhões de estudantes de todo o Estado do Rio. "A Cidade Universitária deve ser um pólo cultural. Os estudantes dos ensinos básico e médio devem se familiarizar com a universidade antes de ingressarem nela. Por isso, a proposta é muito bem vinda", opinou o professor Carlos Vainer, integrante do Comitê Técnico do Plano Diretor UFRJ 2020.

O investimento total do museu está estimado em R$ 650 mil, valor já submetido à Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério da Ciência e Tecnologia (Finep/MCT) e que aguarda aprovação. Cerca de R$ 200 mil também estão sendo esperados do Proinfra (fundo criado pelo MCT para viabilizar a modernização e ampliação da infra-estrutura e dos serviços de apoio à pesquisa desenvolvida em universidades públicas e em instituições de pesquisa) para a construção do Núcleo de Estudos da Terra, estrutura anexa ao museu.

Sistema de Informação e Comunicação

Outra contribuição recebida pelo CTPD foi a do professor Marcos Cavalcanti, do Centro de Referência em Inteligência Empresarial (Crie/Coppe). O docente conversou com os integrantes do grupo de trabalho e ficará responsável pela elaboração de um esboço para a implantação de um sistema de informação e comunicação que atingirá toda a Cidade Universitária. "A idéia é que de qualquer lugar do campus o usuário possa acessar a internet e que possa haver mais teleconferências e vídeo-aulas", disse. "Poderíamos utilizar este sistema para exibir conteúdo em grandes telões instalados nos centros de convergência para um grande público", completou Vainer, em referência aos espaços idealizados para a integração entre as unidades das diversas áreas de conhecimento.