Categorias
Memória

Museu D.João VI é reinaugurado

Foi reinaugurado na tarde desta terça-feira, 2 de dezembro, o Museu D.João VI da Escola de Belas Artes (EBA/UFRJ). Criado em 1979, o museu abriga a coleção Jerônimo Neves, composta por obras renascentistas, além de um acervo de medalhas e desenhos arquitetônicos.

 Foi reinaugurado na tarde desta terça-feira, 2 de dezembro, o Museu D.João VI da Escola de Belas Artes (EBA/UFRJ). Criado em 1979, o museu abriga a coleção Jerônimo Neves, composta por obras renascentistas, além de um acervo de medalhas e desenhos arquitetônicos.

Presente na cerimônia de reinauguração, a diretora Ângela Âncora da Luz expôs a importância que o museu tem, guardando a memória da EBA. “Nós temos hoje o Museu D. João VI como um lindo filho que será batizado e do qual somos todos padrinhos”, disse emocionada a diretora.

Sônia Gomes, professora e coordenadora do projeto de revitalização do museu, lembrou que a reabertura do espaço foi possível graças ao apoio de docentes, estudantes, funcionários e ainda técnicos e museólogos contratados pela Petrobrás — que contemplou o projeto anteriormente inscrito em seu Edital Cultural. Segundo a professora, a revitalização do Museu D.João VI dividiu-se em exploração do banco de dados, higienização e restauração do acervo e modernização da reserva técnica.

Também presente na reinauguração, a vice-reitora Sílvia Vargas lembrou que 2008 foi um ano muito rico para a Escola de Belas Artes. “Foi reinaugurado o Ateliê Portinari, o Pamplonão, e agora a comunidade acadêmica vê o Museu D.João VI voltar a funcionar”, afirmou a professora.

O espaço, que antes se localizava no segundo andar do prédio da Reitoria, agora funciona no sétimo andar. A mudança originou-se da necessidade de um espaço em que as obras pudessem ser conservadas mais adequadamente. “Esse projeto de revitalização do Museu D.João VI é resultado de um sonho e uma loucura. Sonho, pois é a conservação de um acervo maravilhoso. E loucura, devido a essa mudança de andares”, concluiu Ângela Âncora da Luz.

Ainda prestigiaram a cerimônia Léo Soares, decano do Centro de Letras e Artes, Laura Tavares, Pró-reitora de Extensão (PR-5/UFRJ), Carlos Terra, vice-diretor da EBA, Hélio de Mattos, prefeito da Cidade Universitária, Vera Tostes, diretora do Museu Histórico Nacional, Mônica Xexéo, diretora do Museu Nacional de Belas Artes, além de estudantes e outros professores da EBA. Após a cerimônia, os presentes puderam visitar o Museu D.João VI.