Categorias
Memória

Faculdade de Odontologia comemora 75 anos

Pioneira no ensino da disciplina no Brasil, a Faculdade de Odontologia da UFRJ comemora 75 anos de existência no próximo dia 25. O primeiro curso de odontologia do país surgiu por decreto do imperador D. Pedro II, em 25 de outubro de 1884, e fazia parte da Faculdade de Medicina.

Pioneira no ensino da disciplina no Brasil, a Faculdade de Odontologia da UFRJ comemora 75 anos de existência no próximo dia 25. O primeiro curso de odontologia do país surgiu por decreto do imperador D. Pedro II, em 25 de outubro de 1884, e fazia parte da Faculdade de Medicina. Mas só 49 anos depois, em 26 de novembro de 1933, tornou-se uma instituição de ensino superior independente. Hoje, um dos principais desafios da faculdade é também um sonho: conquistar mais espaço para expandir a formação acadêmica.

Após se desvincular da Faculdade de Medicina, segundo Ednilson Porangaba Costa, diretor da Faculdade de Odontologia, tanto o curso de graduação quanto de pós-graduação se expandiram de forma considerável. Mas a crescente demanda não pôde ser acompanhada ao longo dos anos e algumas decisões prejudicaram a expansão. O diretor destaca, por exemplo, a transferência do campus da Praia Vermelha para a Cidade Universitária, em 1979.
 
— Um dos maiores marcos (nos 75 anos de história) foi a mudança da Faculdade. O prédio não foi derrubado, como aconteceu com a Medicina. No entanto, na Praia Vermelha, havia mais espaço e uma interação muito maior entre nós da Faculdade de Odontologia do que existe hoje. Atualmente, ocupamos uma área de dois andares no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) — lamenta.
 
O professor ressalta ainda outro fato que se sobressai para a história da Faculdade. A criação, em 1988, da COPIPED, Divisão de Pesquisa que ocupava uma área de, aproximadamente, seis mil metros quadrados na "perna seca", no HUCFF.  Desativada há quatro anos, a unidade deixou de funcionar com a desocupação do prédio, e a conseqüente transferência do antigo Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva (NESC), hoje IESC, do andar superior do edifício para uma sede próxima à Prefeitura Universitária.
 
— Com a desativação, começamos a inchar outros departamentos e deixamos de realizar alguns atendimentos especiais. Na COPIPED, atendíamos pacientes especiais, soropositivos. Hoje, ainda desenvolvemos esse trabalho, mas em um número menor. Temos projetos também sobre anemia falciforme, mas ainda não colocamos em funcionamento por falta de espaço —, afirma Porangaba.

Conquista

Sem dúvida, não há outra razão para que um dos principais desafios enfrentados atualmente pelos alunos, professores e funcionários da instituição na UFRJ seja vencer a limitação do espaço. São apenas dois andares do HUCFF para cerca de 340 estudantes de graduação e 160 alunos de pós-graduação.  Segundo Porangaba, a falta de infra-estrutura impede o aumento na oferta do número de vagas. Para ele, a Faculdade necessita de uma área maior, que comporte novos equipamentos odontológicos.
 
— O ensejo atual da Faculdade, tanto dos alunos quanto dos docentes e técnico-administrativos, é conseguir uma sede própria, com espaço maior. Estamos tentando esse feito, que contribuirá para o crescimento dos cursos de graduação e pós-graduação — revela o professor, que planeja ainda fazer a Faculdade tomar parte no processo de interiorização do ensino superior no Estado do Rio de Janeiro.
 
A cerimônia em comemoração aos 75 anos da Faculdade de Odontologia da UFRJ acontece às 9 horas no Salão Pedro Calmon, no Fórum de Ciência e Cultura, localizado na avenida Pasteur, número 250, 2º andar, campus da Praia Vermelha. A Sessão Solene conta com homenagens a professores e funcionários já aposentados que fizeram parte da história da Faculdade. Além disso, serão distribuídos, durante o evento, exemplares do livro Breve Histórico Ilustrado da Faculdade de Odontologia, escrito pelo professor Rafael Arouca. Ainda no dia 25, logo após a comemoração, o professor Ítalo Honorato Alfredo Gandelmann recebe o título de professor emérito concedido pelo Conselho Universitário da UFRJ.