Categorias
Memória

Escola de Música da UFRJ completa 160 anos de qualidade e excelência

A Escola de Música da UFRJ completa 160 anos em 2008 e preparou uma programação diversificada para comemorar as 16 décadas de qualidade e excelência da instituição. Confira os eventos.

  Veja o vídeo dessa matéria

Master Class com o ex-aluno e ex-professor Arnaldo Cohen, concertos gratuitos com orquestras, coros, grupos de câmera, reunindo compositores e intérpretes que fizeram e fazem a história da música no País. Este o presente da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EM/UFRJ) para a cidade, nos 160 anos da instituição que teve sua aula inaugural ainda no Império, em 13 de agosto de 1848, como Conservatório; passou a Instituto Nacional de Música na República, em 1890; foi transformada na Escola Nacional de Música da Universidade do Brasil, em 1937, e que durante o regime militar instalado pós-1964 recebeu o nome atual. “É uma programação eclética, com músicas antigas e contemporâneas, e foco em autores que foram alunos e professores da Escola em todas as épocas”, assinala o diretor André Cardoso.

Para se ter uma idéia, na abertura, dia 11 de agosto, segunda-feira, às 18h30m, a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, conduzida por Ernani Aguiar, apresenta um programa somente com obras de compositores que também foram professores da Casa, que vão do “Hino Nacional Brasileiro”, de Francisco Manoel da Silva, a “Sugestões de Coral e Dança”, de César Guerra-Peixe; passando por “Prelúdio”, de Leopoldo Miguez; “Elegia”, de Henrique Oswald; “Batuque”, de Alberto Nepomuceno e “Dança da Rainha Guinga” (do Maracatu de Chico Rei), de Francisco Mignone.

No dia 12 de agosto, terça-feira, às 18h30m, os atuais professores Veruschka Mainhard (soprano), Inácio de Nonno (barítono) e Luiz Senise (piano) apresentam um programa que começa com obras do ex-diretor, João G. Ripper: “Canções de Carnaval” (Bandeira), e prossegue com composições dos ex-professores Francisco Mignone (“Cantiga de ninar”, entre outras) e Lorenzo Fernandez, como “Dentro da noite (Dutra)”; e também do ex-aluno e ex-professor Ronaldo Miranda (“Desenho leve”/Meireles) e inclui ainda Mendelssohn (“Duetos”) e Schumann (“Duetos”).

O programa abrange também, no dia 13, data exata do aniversário da instituição, o lançamento de dois CDs de professores – “Te Deum Requiem”, regido pelo maestro Ernani Aguiar, e “Modinhas cariocas”, dirigido por Marcelo Fagerlande, gravado pela Prefeitura do Rio de Janeiro como parte da Série “A Música na Corte de D. João VI” – e do livro que leva o nome da Série, do atual diretor André Cardoso (Editora Martins Fontes). Às 18h30m, no Salão Leopoldo Miguez, Fagerlande apresenta, no cravo, algumas das modinhas, juntamente com a meio-soprano Luciana Costa e Silva, o barítono Marcelo Coutinho, Paulo da Matta na flauta e Marcus Ferrer na viola de arame (ou de “10 cordas”). Em seguida, André Cardoso autografa seu livro no Foyer. Os dois CDs estarão à venda.

No dia 14 de agosto, o Trio Mignone apresenta obras de autores brasileiros com destaque para o compositor que batiza o grupo, integrado por Afonso de Oliveira (flauta), Ricardo Santoro (violoncelo) e Miriam Grossman (piano).

O programa do dia 15 inclui a leitura dos textos de S. João de “O apocalipse”, que inspiraram Oliver Messian (1908-1992), autor de “Quarteto para os Fins dos Tempos”, assim como também projeção de imagens que remetem à música. Os responsáveis são: Cristiano Alves (clarineta), Carla Rincón (violino), Ricardo Santoro (violoncelo) e Tâmara Ujakova (piano), Frederico de Oliveira (narração) e Eduardo Biato (colaborador artístico e responsável pelas imagens).

Dia 16, a Semana será finalizada com uma homenagem à ex-aluna Elza Lakschevitz, por sua importância no movimento coralista, que inclui a formação de regentes, cantores, e a criação do Coro Infantil do Teatro Municipal. Quem se apresenta são o Coral Infantil da UFRJ e o Brasil Ensemble-UFRJ, sob regência de Maria José Chevitarese, professora e diretora artística da Escola.

A agenda de concertos e lançamentos, aberta ao público, vai de 11 a 16 de agosto, com apresentações às 12h30m no Hall de entrada e às 18h30m no tradicional Salão Leopoldo Miguez. Para os pianistas, o Master Class com Arnaldo Cohen será nos dias 11 e 12 de agosto, das 10h às 16h na Sala da Congregação (inscrições no Setor Artístico). Sempre no tradicional prédio da Rua do Passeio 98, Lapa (Tel 2240 1391).