Categorias
Memória

Reitoria se reúne com autoridades da Saúde para discutir situação do HU

Na última sexta-feira (27), o reitor Aloísio Teixeira e a vice-reitora Sylvia Vargas se reuniram com Sérgio Côrtes, da secretaria estadual de Saúde, José Carvalho de Noronha, secretário de Atenção à Saúde do governo federal, e Alexandre Cardoso, diretor do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF). Já nessa segunda-feira (2/7), a Reitoria divulgou uma nota de esclarecimento sobre as atividades do HU.

 Na manhã da sexta-feira (27/06), o reitor Aloísio Teixeira e a vice-reitora Sylvia Vargas se reuniram com Sérgio Côrtes, secretário estadual de Saúde, José Carvalho de Noronha, secretário de Atenção à Saúde do governo federal, e Alexandre Cardoso, diretor do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF).

Apesar de não ter uma pauta específica, a reunião abordou pontos como as condições de financiamento do HU, alternativas possíveis à crise e a aproximação da UFRJ com as secretarias estadual e federal de Saúde.

As autoridades saíram otimistas do encontro. O reitor Aloísio Teixeira pontuou que conversas desse tipo são importantes para a solução dos problemas que hoje afligem a rede universitária de saúde do país.

Sérgio Côrtes ressaltou que, por ser um órgão diferenciado, o HUCFF merece também uma atenção distinta por parte dos entes governamentais: “Temos que ter atenção aos problemas vivenciados por todos os HUs, mas devemos tratá-los de forma diferenciada. Nossas discussões têm sido extremamente proveitosas. Estamos avançando cada vez mais. Tenho a certeza de que o Ministério da Saúde, a secretaria do estado e as secretarias municipais estão procurando uma solução não apenas emergencial, mas definitiva para dificuldades do HU”, destacou.

Na semana passada, um convênio com a secretaria estadual de Saúde aprovou um apoio de 3,2 milhões de reais ao Hospital Universitário. Esses recursos, que vão ser repassados até o final de 2008, serão utilizados para a obtenção de insumos, realização de exames laboratoriais e aquisição de leitos de terapia intensiva. Alexandre Cardoso, diretor do HUCFF, garantiu que esse auxílio permitirá a recapacitação de algumas áreas do hospital.

No encontro, o secretário de Atenção à Saúde, José Carvalho de Noronha, identificou a necessidade de integração entre o hospital e as secretarias para a formatação de redes de alta complexidade: “temos que revitalizar o sistema de transplante de órgãos sólidos, as cirurgias cardíacas e as neurocirurgias. Assim, poderemos melhorar as condições da população que vem buscar socorro aqui e formar profissionais com cada vez mais qualidade”, finalizou.

Esclarecimento

O reitor Aloísio Teixeira e Alexandre Cardoso, diretor do HUCFF, divulgaram uma nota para esclarecer à comunidade universtária e à sociedade em geral sobre os transplantes que já podem ser realizados no hospital. Segundo a nota, a crise da unidade "está sendo vencida e o HUCFF está retomando progressivamente as suas atividades". Confira abaixo a íntegra do esclarecimento:

"O Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) esclarecem que o hospital está devidamente habilitado à realizar os seguintes transplantes: conjugado rim e pâncreas; coração; córnea; pâncreas isolado; pulmão; rim; medula óssea (não aparentado); medula óssea (aparentado) e medula óssea autogênico. As habilitações e as datas de vencimento (02/2010) das mesmas estão disponíveis no site do Ministério da Saúde.

A habilitação para o transplante hepático depende da nova equipe técnica, que está sendo discutida no âmbito do HUCFF. A decisão será encaminhada até sexta-feira, dia quatro, para Coordenação Estadual de Transplante de Órgãos do Rio de Janeiro.

Desde o dia nove de maio, todos os procedimentos de alta complexidade, entre eles transplantes de órgãos realizados no HUCFF foram suspensos devido a uma crise de desabastecimento. Essa situação está sendo vencida e o HUCFF está retomando progressivamente as suas atividades. Para isso, conta com o apoio do Ministério da Educação (MEC), Ministério da Saúde (MS) e da Secretaria de Estado e Defesa Civil (SESDC), cuja direção foi definida em reunião chancelada pela Reitoria da UFRJ, na ultima sexta-feira, 27. Ainda esta semana, o HUCFF realizará um transplante de medula óssea aparentado".