Categorias
Memória

Plenária de Decanos e Diretores discute o trânsito da Cidade Universitária

Na 41ª reunião do Plenário de Decanos e Diretores da UFRJ, ocorrida na manhã do dia 26 de maio, o controle de tráfego na Cidade Universitária voltou a ser pauta em uma apresentação do prefeito universitário, Hélio de Mattos, e do vice-prefeito, Ivan Carmo. Foram expostos um levantamento de identificação dos trechos críticos das vias do campus e as medidas planejadas para a solução dos problemas.

Na 41ª reunião da Plenária de Decanos e Diretores da UFRJ, ocorrida na manhã do dia 26 de maio, o controle de tráfego na Cidade Universitária voltou a ser pauta em uma apresentação do prefeito universitário, Hélio de Mattos, e do vice-prefeito, Ivan Carmo. Foram expostos um levantamento de identificação dos trechos críticos das vias do campus e as medidas planejadas para a solução dos problemas.

O levantamento dos trechos identificou como sendo de maior importância, devido a sua alta periculosidade, a Avenida Carlos Chagas Filho — entre o Centro de Ciências da Saúde (CCS) e a Escola de Educação Física e Desportos (EEFD) — , a Avenida Athos da Silveira — entre o Centro de Tecnologia (CT) e o Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN) — e a travessia de pedestres em frente ao prédio da Faculdade de Letras. Como potencial área de risco foi apontado o acesso ao restaurante universitário ainda em construção.

As principais medidas para melhoria do trânsito estão divididas em intervenções físicas e educacionais. Dentre as físicas está prevista, a curto prazo, a modernização dos semáforos que serão substituídos por outros com leds de contagem regressiva, a revitalização da sinalização, implantação de sonorizadores e dispositivos eletrônicos de controle de velocidade e a canalização das vias e faixas de rolamento para impedir a mudança indevida de faixas pelos automóveis e a travessia de pedestres em locais impróprios. Além disso, já foi adquirida pela prefeitura uma lombada eletrônica que permite o controle de velocidade e a fotografia da placa dos veículos para posterior repreensão do motorista infrator.

Dentre as medidas educativas está a campanha Pé no Freio, do Detran, a primeira desenvolvida especificamente voltada para o estudante universitário. O projeto consiste em uma série de ações, como treinamento dos motoristas profissionais e servidores que circulam pelo campus, educação de trânsito para os alunos, adesivação de táxis e locação de outdoors.

Como ação desta campanha também será construído um termômetro gigante, de 10 metros, para a medição dos acidentes do campus. Há também a possibilidade de um convênio com a guarda municipal e prefeitura para o controle do trânsito e aplicação de penalidades.

Durante a reunião, diretores e decanos deram suas sugestões e opiniões para o aperfeiçoamento do projeto da prefeitura. Marco Jardim, diretor do Instituto de Psicologia, aconselhou a criação de atividades extracurriculares complementares para que os alunos possam ajudar na composição do projeto, cada um contribuiria com o conhecimento de sua área.

O número de acidentes que foi 12 em 1998 saltou para 63 em 2007, logo é muito importante a conscientização tanto de pedestres quanto de motoristas. Para sugestões ou reclamações referentes ao trânsito e aos ônibus internos da Cidade Universitária, envie um e-mail para ouvidoria@ufrj.br.