Categorias
Memória

Mudanças no Vestibular 2008

O Conselho de Ensino e Graduação (CEG) implementou a criação de um sexto grupo de disciplinas no vestibular, para incluir os cursos de graduação que foram favoráveis à inclusão de filosofia no concurso de acesso. Dos que concordaram, apenas o Instituto de Biologia (IB) ficou de fora.

A Comissão de Vestibular do Conselho de Ensino e Graduação (CEG) implementou a criação de um sexto grupo de disciplinas no vestibular, para incluir os cursos de graduação que foram favoráveis à inclusão de filosofia no concurso de acesso. Dos que concordaram, apenas o Instituto de Biologia (IB) ficou de fora, pois, segundo a Comissão do CEG, os cursos de graduação vinculados ao IB pertecem ao Grupo 1 e realizam provas (específicas e não-específicas) diferentes das do Grupo 5, onde se concentra a maior parte dos cursos que migraram para o Grupo 6.

Os cursos de Direito, Ciências Sociais, Filosofia, História e todos da Escola de Música estão inseridos no novo grupo. O vestibulando que optar por uma dessas carreiras, fará, além das quatro provas não-específicas usuais (Biologia, Matemática, Física e Química),  prova de Filosofia.

Visando manter a estrutura original do vestibular da UFRJ, a comissão resolveu que as provas de conhecimentos não-específicos, que possuem um total de 5 questões (cada uma) para todos os grupos, terão, no Grupo 6, apenas quatro.

A grande preocupação da Comissão foi com o programa da prova de Filosofia, no primeiro ano de implantação. Depois de algumas discussões, ela decidiu que o objetivo da prova será, basicamente, o de avaliar a capacidade do candidato em compreender textos que apresentem a complexidade de um fragmento filosófico e de expressar de modo argumentativo e claro.  Assim, as questões serão voltadas para a interpretação de textos filosóficos,  de modo que os vestibulandos possam demonstrar capacidade de raciocínio lógico, bem como evidenciar alguma familiaridade com o vocabulário filosófico. 

O Programa de Filosofia
 
1. Conceituação de Filosofia: A gênese e o conceito de Filosofia. Mito e Filosofia. Discurso narrativo, discurso poético e discurso predicativo. A controvérsia entre filosofia e sofística.

2. Noções de Lógica: 2.1 – Distinção entre premissas e conclusão. 2.2 – Distinção entre raciocínio dedutivo e indutivo.

3. O problema do conhecimento na Filosofia: racionalismo, empirismo e ceticismo.

4. Estética: A distinção grega entre filosofia e arte (dialética e retórica). O problema da criação contraposto ao do conhecimento. A questão da problemática universalidade do belo.

5. Filosofia Prática: 5.1 Ética: Liberdade e determinismo. A questão do bem e do mal. Vontade e responsabilidade. O problema do dever e o princípio da felicidade. 5.2. Política: Estado, sociedade e poder. Cidadania. Regimes e formas de governo. Público e Privado.

Mudança, também, na classificação para os cursos da Escola Politécnica

Com o objetivo de diminuir a evasão e aproveitar os melhores alunos, o CEG aprovou a mudança na forma de ingresso para os cursos da Escola Politécnica. Em vez de optar por até três dos 12 cursos da graduação daque unidade, os candidatos a uma vaga deverão apenas se candidatar à carreira “Engenharia”, listando de 1 até 12 cursos como sub-opção, ordenado sua preferência. Além dos 12 cursos, o estudante poderá optar por mais dois cursos do Grupo 2.

Outra mudança é o critério de classificação. A opção, que antes era utilizada como primeiro critério, passou para segundo, e a nota (que ocupava a segunda posição), para primeiro. Agora,  terão precedência, sempre, as melhores notas finais.

Para tornar possível esse procedimento, todos os cursos da escola (Engenharia de Produção, de Petróleo, Civil, Naval, etc) estarão reunidos, no Grupo 2, sob o nome “Engenharia”. 

Mais informações no site www.vestibular.ufrj.br