Categorias
Memória

II Encontro de Mulheres Estudantes

Com o lema “mudar a vida das mulheres para mudar o mundo”, o II Encontro de Mulheres e Estudantes (EME) começou hoje no campus da Praia Vermelha da UFRJ. O evento, organizado pela União Nacional do Estudantes e pelo Diretório Acadêmico da UFRJ (DCE), tem como objetivo debater o papel das mulheres nas universidades e organizá-las para combater a discriminação e incentivar a participação feminina nos espaços de poder.

 Com o lema “mudar a vida das mulheres para mudar o mundo”, o II Encontro de Mulheres e Estudantes (EME) começou hoje no campus da Praia Vermelha da UFRJ. O evento, organizado pela União Nacional do Estudantes e pelo Diretório Acadêmico da UFRJ (DCE), tem como objetivo debater o papel das mulheres nas universidades e organizá-las para combater a discriminação e incentivar a participação feminina nos espaços de poder.

O II EME pretende dar continuidade ao trabalho realizado no primeiro, que ocorreu na Universidade de São Paulo, em 2006. Mesas redondas, debates, exposição de trabalhos acadêmicos e atividades culturais fazem parte da programação dos três dias de encontro. Os destaques são as mesas de debate que contarão com a presença de Laura Tavarez (pró-reitora de extensão da UFRJ), Nalú Faria (Marcha Geral das Mulheres) e Jô Moraes (ex-deputada federal pelo PC do B). Segundo Amanda Mendonça, estudante do 8º período de Ciências Sociais e membro do DCE, a mesa de abertura, cujo tema é “Mulheres em Movimento Mudam o Mundo”, abordará os desafios do movimento feminista. O segundo dia de evento trará o debate “Universidade: as mulheres têm o que dizer” para analisar a presença da mulher na universidade e sua importância na produção do conhecimento. A última mesa abordará a questão “Mulher e Política”, discutindo a participação feminina no movimento estudantil e na política em geral. “Queremos aprofundar o debate do feminismo e como se dá a presença feminina hoje na universidade”, falou Amanda para o Site da UFRJ. “A partir do I EME, surgiu uma série de coletivas femininas nas universidades, queremos incentivar essas iniciativas”, completou.

Todas as atividades do II EME serão realizadas na Praia Vermelha. Para receber as 400 mulheres que vêm de 25 estados da federação, a organização do evento montou uma estrutura especial. “Uma grande tenda será usada para as mesas-redondas já que não temos no campus um auditório que comporte tantas pessoas”, contou Amanda. O prédio anexo ao CFCH alojará as participantes que também terão à disposição o prédio do DCE.