Categorias
Memória

Lixo e consciência

No Dia Mundial da Água (22/03), a plenária do Conselho Universitário contou com a presença dos catadores de lixo, que participam da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP/UFRJ). “Viemos aqui agradecer e pedir mais apoio a universidade, porque o lixo que era visto como problema tornou-se uma solução de trabalho e renda para 300 pessoas”, discursou o representante dos catadores, Hélio dos Santos,  para os conselheiros e seus colegas que lotaram as galerias do Consuni.

No Dia Mundial da Água (22/03), a plenária do Conselho Universitário contou com a presença dos catadores de lixo, que participam da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP/UFRJ). “Viemos aqui agradecer e pedir mais apoio a universidade, porque o lixo que era visto como problema tornou-se uma solução de trabalho e renda para 300 pessoas”, discursou o representante dos catadores, Hélio dos Santos,  para os conselheiros e seus colegas que lotaram as galerias do Consuni.

Os catadores também integram o movimento “Vai dar Praia no Fundão”, que luta pela revitalização da orla marinha do campus. O estudante de geografia, Fernando Mamari, que participa dos projetos de reciclagem, também cobrou o cumprimento do Decreto 5940/06, publicado em outubro pelo governo federal. Pela lei, os órgãos públicos federais devem destinar seus resíduos recicláveis às associações e cooperativas de catadores.

O movimento trouxe para o pátio da reitoria os resíduos sólidos trazidos pela maré à Orla do Fundão (atrás do prédio da Educação Física). O material foi exposto como instrumento de conscientização ambiental.