Categorias
Memória

Lançamento de Os cronistas de Momo

Professor da UFRJ lança mais um livro de sua autoria: "Os cronistas de Momo – Imprensa e Carnaval na Primeira República. da Editora UFRJ.

Será na próxima quinta-feira, dia 5 de outubro, o lançamento do livro Os cronistas de Momo – Imprensa e Carnaval na Primeira República (Editora UFRJ, 2006), de autoria do professor Eduardo Granja Coutinho, da Escola de Comunicação (ECO) da UFRJ, que também é autor de Velhas histórias, memórias futuras: o sentido da tradição na obra de Paulinho da Viola (Ediouro, 2002).

Ao longo da Primeira República o Estado reprimiu as manifestações festivas de origem popular e negra e tentou impor padrões civilizatórios europeus.  Apesar disso, aos poucos,  elas acabaram incorporadas à cultura nacional. A obra discute um dos atores desse jogo complexo entre a cultura burguesa e a popular, os “cronistas de Momo”, que desenvolveram um gênero jornalístico – a crônica carnavalesca – tendo enorme impacto não apenas sobre a festa, mas também sobre a imprensa brasileira. O livro tem orelha de Joel Rufino dos Santos, historiador e escritor, e é prefaciado por Orlando de Barros, professor da UERJ.

O lançamento,  que será na Livraria Argumento (Rua Dias Ferreira, 417, no Leblon, às 19h30), com entrada grátis, contará com uma apresentação do grupo de samba e choro "Como quem não quer nada", composto por André Belieny (violão), Alessandro Valente (cavaquinho), Oswaldo Pereira (pandeiro e voz) e na flauta, o próprio Eduardo Granja.